Terça-feira, 26 de Dezembro de 2006

O Sexo e Deus

pixel_trans.gif

104527.jpg

image_enlarge.gif

AUTOR: James T. Haugh Obra de génio ou de diletante. Provocando grande escândalo quando do seu lançamento nos Estados Unidos, O Sexo e Deus diz-nos como o sexo é indispensável para que possamos alcançar uma superioridade espiritual, uma paz, uma força que nos faça chegar a Deus Para o autor, o sexo traz felicidade, bem-estar, segurança e esta leva, em última instância a Deus. Pelo meio, há um caminho a percorrer, inúmeros obstáculos a ultrapassar e vários tipos de sexo a praticar. Sem dúvida, uma nova abordagem da sociedade ocidental, do sexo e de Deus.

Resumo do livro feito pelo meu grande amigo:

"é sobre o sexo "trabalhado com amor" e o que se consegue através do sexo, é uma elevação espiritual, não só carnal."

publicado por Paula Valentina às 12:49

link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 19 de Dezembro de 2006

A Capacidade de Amar

O amor é mais que um sentimento simples: consiste num conjunto de emoções e atitudes que as pessoas experimentam em relação aos mais diferentes objetos, idéias ou seres vivos, mas principalmente em relação a outras pessoas. Amar outro ser humano é uma atividade que deve ser desenvolvida e aperfeiçoada através de um aprendizado.

Amar possui um significado tão amplo, que se torna difícil defini-lo claramente, podemos, apenas, dizer com certeza que é o sentimento mais puro e verdadeiro que o ser humano possui.

A aprendizagem do amor começa na mais tenra idade, entre mãe e filho. Nesta relação a mãe é a fonte de conforto e proteção, e precisará desenvolver compreensão mais ou menos intuitiva das necessidades do bebê. Essa compreensão surge através da experiência e do reconhecimento dos sinais particulares da criança. Por outro lado, ela não pode satisfazer instantâneamente todas as necessidades do filho, e isso em benefício dele próprio. Este é o início de uma aprendizagem através da qual a criança começa a aprender e aceitar as limitações do mundo exterior.

Muito anos podem se passar até a criança amadurecer a sua capacidade de dar amor. Mas, por fim, a criança supera o seu egocentrismo e deixa de ver as outras pessoas apenas como um simples meio de satisfação de sua própria necessidade. Dar torna-se mais importante do que receber; amar, mais importante do que ser amado.

Durante certo estágio do seu desenvolvimento, o amor pela mãe está misturado a um tipo de paixão sensual infantil. Ela não tem noção da sexualidade adulta, experimenta sentimentos fortes em relação à figura materna, o que leva a entrar numa concorrência com o pai. A menina sente esta mesma paixão pelo pai, e deseja excluir a mãe, que vê como uma espécie de rival.

Estes sentimentos conflitivos, normalmente, acabam sendo superados na medida em que o menino se identifica com a imagem do pai, e a menina, com a da mãe. Uma série complexa de experiências tem que ser vivida até que se chegue a esse ponto.

É muito importante resolver os conflitos da infância para que o indivíduo tenha aptidão para um amor adulto. Os pais precisam demonstrar o seu amor pelo filho, é essencial que a criança se sinta amada, só assim terá capacidade de superar estes conflitos e se tornar um adulto feliz.

Amar é romper barreiras que nos separam de outras pessoas, é encarar a individualidade da pessoa amada tão importante quanto a nossa própria, é multiplicar e encarar os sentimentos e desejos como se fossem realmente nossos. O amor é um nascer constante, é renovação do que sentimos, é colocar para fora um sentimento que muitas vezes tendemos a esconder. Como é bom amar!
publicado por Paula Valentina às 16:23

link do post | comentar | favorito
|

O SEXO NOSSO DE CADA DIA

Estudos científicos realizados nas últimas décadas comprovaram que a vida sexual ativa pode aumentar sua longevidade em cerca de 5 ou até 10 anos. A energia sexual é capaz de melhorar seu sistema imune, reduzir a concentração de gordura corporal e aumentar a produção de endorfinas, substâncias naturais que combatem a ansiedade, o estresse e seus efeitos negativos sobre o corpo.

O resumo desta história toda: manter-se sexualmente em atividade melhora sua saúde. Por isso, quaisquer que sejam sua idade, situação ou orientação, existem 10 dicas práticas que certamente darão um novo impulso à sua vida sexual, beneficiando o organismo como um todo.

NÚMERO 1: CONHEÇA SEU CORPO

Converse francamente sobre os gostos de cada um e procure contornar as próprias limitações com criatividade. Por exemplo: a partir dos 40-50 anos de idade, muitas mulheres apresentam ressecamento do canal vaginal,ao passo que nos homens a ereção não é mais como era antigamente. Uma solução prática e prazerosa é ambos utilizarem lubrificantes.

Os homens também podem compensar a perda de agilidade utilizando posições diferentes. Por exemplo: a posição "de lado" evita esforços excessivos sobre os músculos e articulações do casal.

Devido às alterações hormonais e aos partos, algumas mulheres sofrem com relaxamento da musculatura pélvica, reduzindo o prazer sentido durante a relação sexual. Este problema pode ser contornado através de exercícios de fortalecimento. Os mais comuns são conhecidos como Exercícios de Kegel e consistem em contrações "para dentro" do assoalho da pelve: sentada com a coluna bem reta, faça 10 contrações seguidas com se estivesse segurando a vontade de urinar ou evacuar. Segure cada contração por 3 segundos. Repita esta série até 03 vezes por dia.

NÚMERO 2: FANTASIE!

A imaginação é um dos mais potentes afrodisíacos que se conhece. Crie fantasias na sua cabeça e deixe a imaginação correr solta. Desde que não resulte em riscos para sua saúde ou chamados para a polícia, não tenham vergonha de trazer a fantasia para a realidade.

NÚMERO 3: ABUSE DAS PRELIMINARES

Quando falo em preliminares não me refiro apenas à mão naquilo e aquilo na mão. As preliminares incluem elogios, sair para um jantar, tomar banho juntos, fazer massagens um no outro, ouvir uma música, dançar um pouco. Estas atividades criam um clima favorável para o casal, aumentando o nível de excitação.

NÚMERO 4: RELAXE

Coloque uma música suave, tranque a porta para evitar sustos, deixe de lado as contas, a lista de tarefas para o dia seguinte, o quarto que está muito claro ou muito escuro, etc. Concentre-se apenas no prazer que você está sentindo. Isto é especialmente importante para as mulheres na menopausa, que podem apresentar uma dificuldade maior para chegar ao orgasmo.

NÚMERO 5: MUDE SEUS HÁBITOS

Mudar os hábitos significa deixar de lado alguns vícios de comportamento e aproveitar tudo aquilo que a sua moral puder perdoar. Por exemplo: façam passeios para locais seguros onde pode haver uma troca de carícias mais íntimas, esquentando o jogo de sedução.

E por que só ter relações à noite? Tenha relações pela manhã também. Este é um conselho especialmente útil para os homens a partir da meia-idade, pois a ereção do pênis costuma ser mais fácil no período da manhã.

Se você tiver ainda mais disposição, cubra a cabeça com uma sacola de pão, faça dois furos na altura dos olhos e entre em uma loja especializada para adquirir alguns brinquedos eróticos.

NÚMERO 6: PRATIQUE EXERCÍCIOS REGULARMENTE

Pessoas que praticam regularmente alguma forma de atividade física possuem mais disposição para o sexo. Uma caminhada de 30 minutos por dia, pelo menos 4 dias na semana, já é um bom começo. Se você não tiver resistência para caminhar 30 minutos de uma só vez, pode partir a caminhada em duas de 15 minutos, realizadas em horários diferentes no mesmo dia.

NÚMERO 7: LEVE UMA DIETA SAUDÁVEL

Uma alimentação rica em gorduras e calorias, e pobre em vitaminas é um veneno para o desejo sexual. Consuma frutas, legumes e vegetais à vontade. E lembre de tomar uma quantidade adequada de água durante o dia

NÚMERO 8: MANTENHA TUDO SOB CONTROLE...

A falta de controle da pressão, do diabetes, da gota, da artrite, do excesso de peso, tudo isso diminui o desejo e a potência sexual. Para que a sexualidade aflore sem amarras, é preciso que você mantenha sua saúde sob controle. Não tem desejo sexual que resista a duas noites sem dormir com colesterol de 400, pressão de 160/120 e glicose de 200 e tanto.

NÚMERO 9: ... MAS ATENÇÃO COM OS REMÉDIOS

Então você está tomando seus remédios direitinho, mas mesmo assim continua sofrendo com baixo nível de desejo, baixa potência, etc... Infelizmente, alguns remédios utilizados no tratamento de doenças crônicas como diabetes e pressão alta podem diminuir o desejo sexual. Se você acredita que seu interesse anda em baixa ou o desempenho sexual não está lá essas coisas, isto pode ser um efeito colateral dos remédios que você está tomando. O melhor a fazer é informar-se com seu médico e ver se é possível trocar alguma coisa.

NÚMERO 10: USE SUPLEMENTOS

Antigamente, acreditava-se que a maioria dos problemas de sexualidade possuía causas psicológicas. Isto já caiu por terra. Hoje se sabe que mais de 80% dos casos de disfunção sexual estão relacionados a problemas orgânicos que podem ser tratados. Não tenha vergonha de procurar seu médico e perguntar a ele se você pode fazer uso de remédios e suplementos para melhorar sua sexualidade. Você não nasceu para entediar-se com a vida logo agora.

Apesar dessa história de "afrodisíacos" não passar de um engodo para enganar os bolsos mais inocentes, é verdade que existem alimentos capazes de dar uma turbinada na sua vida sexual. Ginkgo Biloba, Ginseng, Epimédio, Vitex, Tribulus, Puerária, Agripalma e Erva de São João são apenas exemplos de algumas plantas e fitoterápicos capazes de estimular seu apetite sexual. Contudo, como qualquer outro remédio, estas plantas não devem ser utilizadas sem acompanhamento de um profissional capacitado. Profissional de saúde, fique bem entendido...
publicado por Paula Valentina às 16:20

link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2006

A foto do dia

imagemteam.gif

publicado por Paula Valentina às 11:50

link do post | comentar | favorito
|

Orgasmo Clitoriano

Na masturbação o processo é o mesmo sem a presença do pênis, o que pode acontecer usando unicamente os dedos ou ainda algum objeto que possa facilitar o prazer, o orgasmo poderá ser sentido com a mesma intensidade.

Orgasmo clitoriano é mais comum
Os dois principais tipos de orgasmos são o clitoriano e o vaginal. "No entanto, 70% das mulheres só tem orgasmos clitorianos, segundo estatísticas americanas. E isso é normal porque o primeiro contato da mulher com seu órgão genital ocorre quando ela se masturba", informa o psiquiatra e sexólogo Ronaldo Pamplona da Costa, membro da Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana.

Não é verdade que o orgasmo clitoriano seja menos importante, e que o orgasmo vaginal seja o orgasmo completo. Mesmo porque algumas mulheres tem orgasmos intensos clitorianos, o mesmo não acontecendo com o vaginal e vice-versa.

5. Orgasmo clitoriano - acontece depois da estimulação clitoriana. É o tipo de gozo mais conhecido das mulheres quando se masturbam, embora muitos homens insistam em ir direto ao pote vaginal sem passar antes pela varinha mágica.



12. Para ter um orgasmo, a mulher precisa de estimulação clitoriana?
Verdadeiro. Isso é perfeitamente normal e não se trata de um distúrbio ou defeito congênito. O orgasmo não depende somente da penetração para acontecer e esta manipulação clitoriana facilita muito a resposta sexual até o orgasmo.



O orgasmo feminino NÃO é igual ao do homem. As mulheres podem gozar pela estimulação apenas do clitóris, pela estimulação da vagina (mais raro), pela estimulação de ambos e pela estimulação anal. Geralmente, após orgasmo, uma mulher pode gozar novamente, se for devidamente estimulada e se ela estiver com desejo. Ao contrário dos homens que precisam de um certo tempo para se recuperarem.
publicado por Paula Valentina às 11:40

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sábado, 9 de Dezembro de 2006

Sexo com cultura



1234.gif



Sexo com cultura Você sabia que antigamente na Inglaterra as pessoas que não fossem da família real tinham que pedir autorização ao Rei para terem relações sexuais? Por exemplo: quando as pessoas queriam ter filhos, tinham que pedir consentimento ao Rei que, então, ao permitir o coito, mandava entregar-lhes uma placa que deveria ser pendurada na porta de casa com a frase "Fornication Under Consent of the King "(fornicação sob consentimento do rei) = sigla F.U.C.K. - daí a origem da palavra chula: FUCK. Já em Portugal, devido à baixa taxa de natalidade, as pessoas eram obrigadas a ter relações: "Fornicação Obrigatória por Despacho Administrativo" = sigla F.O.D.A. daí a origem da palavra FODA. Por sua vez, quem fosse solteiro ou viúvo, tinha que ter na porta a frase: "Processo Unilateral de Normalização Hormonal por Estimulação Temporária Autoinduzida = sigla P.U.N.H.E.T.A. Vivendo e aprendendo... A gente pode até falar palavrão, mas com conhecimento e cultura!!!!!!
publicado por Paula Valentina às 13:50

link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 2 de Dezembro de 2006

E você?!...

campanha_04.gif

publicado por Paula Valentina às 12:57

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Meninas: escolham bem a c...

. Alimentos Sexo 2

. Alimentos Sexuais

. Ultima moda no Japão

. vem cá bobinha. Não vou f...

. As 11 mães mais singulare...

. Ciclo Menstrual (Muito Im...

. Castilla la mancha

. Sexo Oral...

. Cartoons!

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.favorito

. Memórias vilacondenses (V...

. Caleidoscópio

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds