Sábado, 5 de Maio de 2007

Vida Adulta

linharame.gif

 

Apesar de alguns acreditarem no contrário, na fase adulta a masturbação continua sendo uma importante fonte de gratificação sexual (ler Cap. I) e, para muitas mulheres, constitui-se no único meio de obtenção de orgasmos.

Através dela, o adulto pode sentir-se dono do seu próprio prazer, sem precisar submeter-se a uma relação a dois não gratificante apenas para obter prazer sexual, além dela poder tornar-se uma demonstração de amor próprio, visto que este será um tempo que ele dedicará só a exploração do seu próprio corpo e à procura do prazer. É um momento reservado para ouvir os desejos do corpo.

Como funções mais específicas desta fase, pode-se citar:

       

    • relaxar após atividades estressantes;

       

       

    • compensar a ausência de um parceiro;

       

       

    • aliviar a tensão sexual após a cópula entre parceiros que funcionam em ritmos diferentes e que não tenham alcançado o orgasmo;

       

       

    • imprimir aos jogos eróticos uma reação sinestésica, libertando-se dos reducionismos da mera penetração vaginal, tão comum nos relacionamentos prolongados;

       

       

    • isentar-se de um relacionamento arriscado e descompensador;

       

       

    • viver um prazer autoconquistado, isentando-se da dependência emocional que ocorre na relação a dois;

       

       

    • liberar a criatividade e "viajar no bonde da fantasia", vivenciando situações que muitas vezes não são aceitas pelo (a) parceiro (a);

       

       

    • obter a ereção desejada para a realização da cópula (Correia, 1997).

       

Seria útil falarmos mais detalhadamente sobre a questão da masturbação dentro do relacionamento, visto que muitas pessoas têm a tendência a achar que quando se tem um parceiro fixo e ainda assim se recorre à masturbação, isso é sinal de algum tipo de "problema"...

Neste caso, por "problema" deve-se entender duas interpretações distintas da situação: na primeira, o (a) parceiro (a) pode sentir-se ineficaz, desinteressante, incapaz de proporcionar um orgasmo ou de excitar o (a) companheiro (a), o que, além de prejudicar sua auto-imagem, causa diversos prejuízos à relação.

A segunda interpretação é quase que diametralmente oposta; enquanto na primeira o indivíduo toma a "culpa" para si, nesta ele a atribui ao (a) parceiro (a), acusando-o (a) de anormal, maníaco, etc., o que também vai causar danos sérios à relação.

Para evitar esse tipo de situação, a melhor conduta parece ser o diálogo franco e aberto. Os parceiros devem conversar abertamente sobre a questão, expondo suas opiniões e, se for o caso, procurar obter maiores informações a respeito, como também terem a consciência de que a diferença de ritmo entre eles tem que ser superada ou compensada de alguma forma, de modo que a relação sexual seja gratificante e prazerosa para ambos.

Foi visto anteriormente que já houve muito mais preconceitos com relação à masturbação do que há hoje; e pior ainda, os castigos dados aos que ainda assim ousavam praticá-la eram muito mais severos. Além da culpa por estar praticando algo "moralmente condenável" e "por se ver privado do amor de Deus", o indivíduo ainda corria o risco de ser mutilado ou mesmo queimado em praça pública; e ainda assim continuaram a surgir novas gerações de masturbadores.

Bom, se não é possível acabar com esse "vício terrível" (felizmente!) deve-se fazer o máximo para encará-lo da forma mais natural possível, de modo a não imputar nas próximas gerações a noção de culpa e pecado que foi imputada na nossa e nas suas antecessoras.

Deve-se preparar as próximas gerações para uma vivência mais legítima da sexualidade, encarando-a como parte integrante do processo mais amplo de viver.

 

publicado por Paula Valentina às 23:40

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Meninas: escolham bem a c...

. Alimentos Sexo 2

. Alimentos Sexuais

. Ultima moda no Japão

. vem cá bobinha. Não vou f...

. As 11 mães mais singulare...

. Ciclo Menstrual (Muito Im...

. Castilla la mancha

. Sexo Oral...

. Cartoons!

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Agosto 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.favorito

. Memórias vilacondenses (V...

. Caleidoscópio

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO

.subscrever feeds